Notícias

Processo de identificação de áreas contaminadas

Processo de Identificação de Áreas Contaminadas

11 de agosto de 2021

Hora de falar sobre o Processo de Identificação de Áreas Contaminadas, um conjunto de etapas do Gerenciamento de Áreas Contaminadas que tem como objetivo uma série de atividades, como:

  • Identificar as áreas contaminadas na região avaliada;
  • Determinar as características do local;
  • Identificar e caracterizar os riscos ou danos aos bens a proteger a elas associados, possibilitando a decisão sobre a necessidade de adoção de medidas de intervenção.

São 5 etapas importantes que compõem todo esse processo, conforme determinação da CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Todas elas devem ser realizadas corretamente e no prazo correto, garantindo a conformidade exigida pela lei. 

Para que sejam cumpridas todas as etapas, é fundamental uma consultoria de qualidade. Conte com a Stricto Soluções Ambientais e deixe que a nossa equipe realize o Gerenciamento de Áreas Contaminadas da sua empresa!

Etapas do Processo de Identificação de Áreas Contaminadas

1: Identificação de Áreas com Potencial de Contaminação

A etapa inicial deste processo tem como objetivo identificar as áreas onde possam existir ou ter existido fontes de contaminação potenciais. Para isso, são feitos cruzamentos de informações existentes sobre as atividades econômicas desenvolvidas na região de interesse, com a relação de atividades potencialmente geradoras de áreas contaminadas. 

Esta gestão permite identificar os endereços e/ou os locais onde as atividades potencialmente geradoras de áreas contaminadas são ou foram desenvolvidas.

2: Avaliação Preliminar

Aqui, o objetivo é realizar a identificação de fatos, evidências, indícios ou incertezas que levem a suspeitar da existência de contaminação nos compartimentos do meio ambiente, gerada a partir de fontes de contaminação da área de estudo.

Esse trabalho consiste na realização de um levantamento de informações em documentos existentes sobre a área em avaliação e da coleta de informações em campo, por meio de inspeções e entrevistas. 

3: Investigação Confirmatória

Nesta etapa, é feita a identificação de situações que permitam confirmar ou não a existência de contaminação nos compartimentos do meio ambiente, gerada a partir de fontes de contaminação levantadas na etapa anterior de Avaliação Preliminar.

4: Investigação Detalhada

Aqui, é feita a determinação das características das fontes de contaminação e seu comportamento no meio hidrogeológico, em continuidade à etapa anterior de Investigação Confirmatória.

Esse trabalho de investigação em maior detalhe compreende a coleta e interpretação de uma quantidade de informações suficientes, em alta resolução, para entender a distribuição da massa ou concentrações das SQI, seus limites e sua dinâmica de propagação nos compartimentos do meio ambiente.

5: Avaliação de Risco

Na última etapa, é definido se haverá a necessidade da implementação de medidas de intervenção na área em avaliação ou na sua vizinhança, com o objetivo de viabilizar o uso seguro do local estudado.

Aqui, são identificados e caracterizados os riscos acima dos níveis aceitáveis ou mesmo dos danos gerados pela exposição dos bens a proteger às SQI.

Por serem etapas que precisam ser analisadas com detalhe e por um técnico altamente capacitado, é fundamental confiar numa empresa de credibilidade. Entre em contato com a Stricto Soluções Ambientais e descubra como podemos ajudar.