Notícias

remediação ambiental

Como funciona a remediação ambiental?

9 de junho de 2021

Gerenciar áreas contaminadas é um trabalho árduo, mas é possível realizar essa recuperação. Uma das medidas de intervenção necessária quando se tem níveis de contaminação superiores aos permitidos é a Remediação Ambiental.

A Remediação é uma das alternativas de ação para reabilitação de áreas contaminadas, que visa eliminar os riscos à saúde humana ou riscos ecológicos gerados pela contaminação do solo, vapor do solo e/ou da água subterrânea.

Dentre as etapas de execução são consideradas a redução, contenção e remoção da massa dos contaminantes. 

O que é uma Área Contaminada?

De acordo com a definição do Ministério do Meio Ambiente (MMA), “entende-se por área contaminada como sendo área, terreno, local, instalação, edificação ou benfeitoria que contenha quantidades ou concentrações de quaisquer substâncias ou resíduos em condições que causem ou possam causar danos à saúde humana, ao meio ambiente ou a outro bem a proteger, que nela tenham sido depositados, acumulados, armazenados, enterrados ou infiltrados de forma planejada, acidental ou até mesmo natural”.

Técnicas de remediação ambiental utilizadas

Para realizar a remediação ambiental, é possível aplicar uma série de técnicas. A empresa e seus profissionais técnicos, que estão capacitados para realizar esse tipo de atividade, irão optar pelo método mais adequado de atuação e esta decisão será fundamentada sobre os dados de investigação obtidos sobre a área. Por isso, a melhor técnica de remediação inicia-se com uma investigação adequada, com alta resolução espacial tridimensional da coleta de dados.

Dentre muitos processos ocorridos com a aplicação das técnicas de remediação, é possível citar alguns:  dispersão direcionada, volatilização, biodegradação, adsorção e reações químicas entre os agentes remediadores e as substâncias químicas presentes em subsuperfície.

A remediação precisa atender a objetivos específicos de cada local e pode ser projetada e executada através de diversas técnicas e de forma integrada. Algumas das alternativas são: promover a contenção do fluxo hidrodinâmico das plumas de contaminação; tratar a descarga de massa da pluma de contaminação através de barreiras reativas, por meio de reações químicas;  introduzir microrganismos ou estimular sua reprodução da população nativa já existente no subsolo para executar a transformação de substâncias químicas, diminuindo ou até mesmo eliminando totalmente seus efeitos tóxicos; remover o solo contaminado ou bombear a água subterrânea contaminada para tratamento em superfície; injetar agentes remediadores para reagir quimicamente com os contaminantes, com intuito de transformá-los em substâncias não tóxicas, dentre outras alternativas;  

O tempo de conclusão da remediação ambiental pode variar de acordo com cada projeto, dimensão da área contaminada, características dos contaminantes e suas fases e conjunto de técnicas selecionadas pelo corpo técnico da empresa responsável pelo projeto. A Stricto Soluções Ambientais está apta a encontrar a melhor solução para remediação ambiental. Solicite já um contato!